Os orgasmos gastronômicos

Me chamo Renato, desta vez irei lhe contar uma historia que aconteceu em Janeiro do ano de 2016 com minha atual amante Cristiane e esteve comigo por muitos anos.

Como descrever Cristiane? Ela é uma mulher linda até hoje, estilo dançarina de programa de televisão quando fica nua ou seminua, porém, quando está vestida, poucos à notam, ela é enfermeira e está sempre usando roupas largas que não chamam a atenção. Cristiane é uma mulher de pele branca e macia como um pêssego, seios tipo pera, com o biquinho rosadinho e bem durinho, cintura fina e um quadril largo fazendo aquele desenho violão tão bonito de se ver. Seu rosto é de uma menininha de vinte e poucos anos mas na época já tinha 38 anos, cabelos cacheados com cachos grandes, quase que ondulados de cor castanho claro, olhos azuis e uma boca de lábios finos e bem desenhados. Tinha 1.65 de altura e devia pesar uns 55 quilos, não é alta mas faz academia, então tem um corpo bem cuidado. A xaninha dela era sempre 100% depilada pois eu sempre gostei dela assim, o sabor da bucetinha dela é muito bom, eu adorava mamar aquela bucetinha. Tinha dias que ficava mamando a Cristiane ate que ela gozasse na minha boca e então íamos dormir.

A história…
Eu e Cristiane sempre gostamos muito de inovar quando namorávamos, fizemos muitas coisas juntos. Experimentamos Swing, transamos na piscina de um hotel de frente pro mar, depois transamos no mar a noite, fizemos amor até no banheiro de um avião num voo com trajeto Rio de Janeiro X Lisboa em plena madrugada, mas essa história será sobre uma experiência que tivemos um tanto quanto diferente e contada em 3 momentos diferentes, minha proposta é contar para você estes três momentos abaixo:

Primeira brincadeira…
Era uma sexta feira a noite e planejamos passar todo o fim de semana dentro de casa apenas vendo filmes e fazendo amor, então passei no mercado e fiz umas comprinhas pois a idéia seria pedir pizza a noite e fazermos o almoço no sábado e no domingo.

Chegando na casa dela, fui arrumar as compras na cozinha e ela foi tomar um banho, quando voltou do banho, estava usando uma calcinha azul clara de rendinha e uma camisa social minha de cor branca que sempre ficava no apartamento dela como camisa de emergência. Eu sou um cara de ombros largos, 1.81 de altura e minha camisa nela ficou super larga, ela tem por volta de 1.65 de altura, mas manteve os dois botões de cima da camisa abertos, um bico do peito ficava sempre aparecendo. Enquanto eu cozinhava, ficava olhando aqueles seios perfeitos, ela se abaixou para guardar um saco de legumes na gaveta de baixo da geladeira e a bundinha dela ficou empinada de forma que fiquei com um tesão enorme. larguei as compras, mas estava com um chocolate na mão, peguei um pedaço de chocolate e levei ela pro quarto, tirei a roupa dela e comecei a acariciar a bucetinha dela com o chocolate, ela ficou molhada e comecei a chupar ela e o chocolate, fui passando o chocolate nos seios dela e chupava os seios na sequência, ela então me disse: “quero comer chocolate também”, então fui até a cozinha e peguei todo chocolate que tinha a disposição, ela me masturbou segurando um chocolate até amolecer o chocolate e endurecer a minha piroca, então ela caiu de boca em mim, mas eu amo chupar e queria continuar comendo o chocolate nela, então fizemos um 69 achocolatado que foi uma delícia, ela soltava o leitinho dela na minha boca com a bucetinha toda lambuzada de chocolate, foi maravilhoso.

Quando paramos com o 69, vimos que estávamos todos sujos de chocolate e montei por cima dela com o papai e mamãe e penetrei nela, os dois babados, gozados, achocolatados com corpos melados fizemos um amor intenso e nossos corpos começaram a suar muito, ela gritou de tesão ao gozar, um grito que no dia seguinte a vizinha olhou para a gente com um olhar sacana no elevador. Eu gozei assim que ela gozou, a voz doce dela com a sequência de gemidos intensos e nossos corpos em sintonia, não deu para segurar por muito mais tempo.

Quando terminamos de fazer amor, tivemos que tomar aquele banho bem tomado juntos e trocar a roupa de cama, mas foi uma experiência tão maravilhosa que fizemos isso por mais alguns dias, até que ela me surpreendeu duas semanas depois..

Segunda brincadeira…
Cheguei cansado do trabalho na casa da Cristiane, sabendo que teríamos uma noite de sexo antes de dormir, pois era sexta feira, não nos víamos já fazia uns quatro ou cinco dias, mas confesso que não estava no clima, já ela, estava muito no clima e tinha preparado uma outra surpresa gastronômica, o problema é que era ainda mais engordativa que o chocolate. Ela me deitou na cama, me vendou e passou leite condensado no meu corpo, depois começou a me lamber todo, chupou meu peito, minha barriga, lambeu meu saco e meu pau estava explodindo de tanto tesão quando ela passou leite condensado nos seios dela e subiu em mim, pegou minha cabeça e esfregou nos seios dela. Eu não via nada mas sentia e saboreava Cristiane adocicada. A foda foi maravilhosa, ela conseguiu transformar um dia que tinha sido exaustivo em um momento de muito tesão e assim que eu gozei com ela sobre o meu corpo, vi que ela estava exausta e caiu para o lado da cama toda melada e gozada. Então fui até a cozinha, peguei um pepino, lavei o legume, e voltei para brincar com uma dupla penetração. Botei Cristiane de quatro e enquanto comia a buceta dela, enfiava o legume no rabinho dela, peguei o restinho de leite condensado e joguei no cuzinho dela junto com o pepino e eventualmente eu parava e dava uma lambida naquele cuzinho tão docê. Ela já estava tremendo, gozando novamente e com os olhos virando para cima caindo mole de exaustão gozando com meu pau dentro dela novamente e eu não aguentei de tanto tesão ao vê-la completamente entregue e acabei gozando pela segunda vez e então dormimos.

Clique e Compartilhe !
Os orgasmos gastronômicos

Clube das Primas

Acompanhantes Rio de Janeiro RJ